Alessandra Vale (Independente/Brasil) © 2015

 

A DEFESA DA ARTE.

 

O mundo dá voltas, e são nessas voltas que as pessoas se encontram e desencontram. Isso seria obra do destino ou do acaso? O que determina quem entra, quem sai e quem fica na sua vida?
Paulo Renato surgiu de forma inesperada na trajetória de Alice, fazendo com que ela se apaixonasse despercebidamente. Assim que cruzou o seu caminho, ele deixou lembranças de uma conexão que nem o tempo estava conseguindo apagar. Era a magia da existência entrando em ação e orquestrando os acontecimentos da vida. Se somos responsáveis por nossas escolhas e comandamos o nosso trajeto, por que algumas vezes desejamos ir por um caminho, mas somos conduzidos a outros? Quando amamos ou nos identificamos com alguém, a quem devemos responsabilizar? Foi obra do destino, acaso ou apenas escolhas?


Vivemos em um mundo repleto de possibilidades mesmo quando o destino se apresenta, porém, somos impulsionados por nossa história na decisão de nossos caminhos, Alice mudou sua rota quando terminou seu casamento oito dias antes de acontecer, e isso só confirmou sua determinação na busca da satisfação pessoal... Ela ainda não sabia quem seria o grande amor de sua vida, mas ao longo dos acontecimentos, ela decidiu quem não seria.


Uma viagem inusitada e cômica, com personagens profundos e marcantes, a fizeram entender boa parte de seus conceitos e reformulá-los. Será que existia a famosa metade da laranja? Como compreender que a beleza da borboleta só apareceria depois do sofrimento da lagarta? Montando esse quebra-cabeça e enfrentando os fatos que envolviam sua existência, ela optou em seguir por uma trilha sem mágoas, recomeçando a caminhada e construindo uma história, que na realidade se chama vida.

Site da editora:

:

leia/read

 


Package 1
Package 2
Package 3